PERIGO: Seu Celular interfere no seu DNA e pode causar …

Ad Blocker Detectado

Ola, nosso site ainda está no ar devido a ajuda de nossos visitantes. Considere por gentileza, apoiar-nos desabilitando seu bloqueador de anúncios. Grato.

O Celular é extremamento nocivo e seu celular interefere no DNA segundo a Dra Devra Davis.

A dra. Devra Davis, autora do livro “The Secret History of the War on Cancer” (A História Secreta da Guerra contra o Câncer), tem estudado e feito varias pesquisas e sobre os perigos das radiações emitidas pelos celulares já faz vários anos.

Porém atualmente te muita gente que não acredita na possibilidade de que os telefones celulares fossem perigosos – até que a Dra Davis resolveu estudar este caso atentamente.

E ela está muito convicta que o celular é altamente nocivo, pois interfere no DNA.

 

E recentemente, com as evidências científicas que têm, está tentando fazer com que as pessoas entendam que os celulares não só são perigosos, mas também podem matar.

Aconteceu um caso muito interessante que podemos dar como exemplo da bomba que é o celular, é de uma mulher que não tinha fatores para ter cancer. Ela até cuidadva da sua saúde, fazia muitos exercícios, tinha um vida super tranquila!

Mas com o uso no celular no bolso, ficou predisposta a ter cancer e o câncer de mama a atingiu.

Este caso está documentado na revista americana Environmental Health Trust.

E os os médicos descobriram que esta mulher tinha como hábito de sempre colocar o aparelho celular junto aos seios, no seu sutiã.  Então NÃO FAÇA ISSO MULHER!

O mais curioso e  interessante é que o câncer se desenvolveu exatamente no mesmo lugar onde a mulher costumava por o telefone celular.

Após isso, 2 especialistas em câncer, os doutores Robert Nagourney e John West, concluíram que é muito forte a tese de que o celular foi a causa do câncer nessa mulher.

Este caso serve de alerta não só para as mulheres que colocam o celular no sutiã, como para todas as pessoas que colocam o aparelho em outros locais, como bolsos de calças ou camisas.

É provável que ainda não existam provas “concretas” de que o celular cause câncer.

Porém, existem muitos estudos em toda parte do mundo investigando e ligando o celular a sérios problemas de saúde para o ser humano.

Outro estudo, realizado na Suécia, mostrou que o uso prolongado desse tipo de aparelho aumenta em 240% o risco de desenvolvimento de tumores no cérebro.

O estudo analisou 2.200 pacientes com câncer e 2.200 usuários saudáveis, em busca de alguma conexão entre o uso de aparelhos celulares e o desenvolvimento de tumores cerebrais.

Segundo Kjell Mild, líder do estudo, o uso dos celulares aumentou em 240% o risco de câncer no lado da cabeça onde o celular é mais usado.

Verdade que o estudo fala de uso prolongado, mesmo assim é preocupante, pois muita gente fica horas ao celular e alguns dormem até com o aparelho ao lado da cabeça.

Acredite se quiser, segundo pesquisadores da Universidade de Exeter, no Reino Unido, deixar o celular no bolso da calça pode contribuir até para a infertilidade masculina.

Para chegar a essa conclusão, os cientistas analisaram dez pesquisas, que incluíam 1.492 amostras de espermas cedidas por clínicas de fertilização e centros de pesquisa.

Colocaram em exposição as amostras á radiação do celular e diminui 8% a motilidade e de quase 9% na viabilidade dos espermatozoides.

Isso quer dizer que  diminui o percentual de espermatozoides vivos e consequentemente uma redução da atividade também.

Além de exporem o esperma à radiação, celulares no bolso também podem elevar a temperatura da região do testículo, o que poderia comprometer a qualidade dos espermatozoides.

 

Há muitos outros estudos conectando o celular a doenças, poderíamos escrever páginas e mais páginas sobre eles.

No entanto, o mais importante é orientar você para minimizar os riscos dessa tecnologia na sua vida.

Claro que, num mundo onde a quantidade de aparelhos móveis caminha para superar a de pessoas, é impossível ficar livre da poluição eletromagnética causada por esses aparelhos.

Mas existem sim medidas que diminuem a ação negativa das ondas eletromagnéticas do celular.

Veja algumas:

– Não fale em lugares apertados e onde o sinal fica fraco, como carros e elevadores.

– Não deixe o telefone ligado por muito tempo perto do corpo.

– Use fones de ouvido ou o viva-voz.

– Grávidas devem manter o celular longe da barriga.

– Cuidado com gadgets que prometem proteger contra a radiação, pois a maioria piora a radiação e força o celular a transmitir com mais potência.

– Oriente seus filhos para que enviem mais mensagens (SMS ou WhatsApp) em vez de fazer ligações.

– Homens devem evitar carregá-lo no bolso, pois a radiação do aparelho pode prejudicar a fertilidade.

– Se tiver de deixá-lo no bolso (se for a única maneira), vire o lado do teclado para o seu corpo, pois as antenas, onde há maior radiação, ficam na parte de trás.

– Não durma nunca com o aparelho ao lado do seu corpo; o ideal é desligá-lo  e colocar em outro cômodo, e não no quarto.

– Mulheres devem evitar colocar o aparelho no sutiã, junto aos seios, pois como vimos isso aumenta o risco de câncer de mama.

Gostou dessa matéria? Então compartilhe com seus amigos! Vamos espalhar essa dica!

Faça seu Comentário: